sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Agora está confirmado! Tiririca como deputado

O Circo está armado e mais 01 Palhaço, literalmente, assumirá um cargo político na Câmara dos Deputados

Candidato a 01 das vagas de Deputado Federal pelo Estado de São Paulo, Tiririca obteve mais de 1.300.000 votos válidos e foi eleito com a maior votação, entre aqueles que concorreram e ganharam, no Brasil.

Com seus votos e, também por conta da coligação entre partidos, foram eleitos mais alguns candidatos como o delegado da Polícia Federal Protógenes Queiróz.

Falou-se muito que ele serviria de laranja para que pessoas do partido exercessem o mandato e chegaram a dizer que o candidato era analfabeto. Sendo assim, ele não poderia representar a sociedade na Câmara dos Deputados.

No dia 11/11/2010 Tiririca foi submetido a 01 teste no qual deveria escrever um texto ditado e, também, ler e interpretar 01 texto de jornal escolhido de forma aleatória.

Este blog não foi à favor da candidatura do palhaço, porém respeita a grande quantidade de votos obtida por ele. Quem votou, seja por protesto ou por não acreditar mais naqueles que se dizem verdadeiros políticos, o pleito do dia 03/10/2010 foi democrático e Tiririca se elegeu com o apoio popular.

O T.S.E. (Tribunal Superior Eleitoral) deveria praticar esses tipos de testes antes de aceitar a candidatura de qualquer pessoa. Caso contrário a vontade de mais 1.300.000 de eleitores seria desrespeitada e a democracia, que todos dizem lutar por ela, seria esfacelada e oprimida.

Aliás, espero que nas próximas eleições o teste para saber se o candidato é analfabeto ou não seja aplicado para todos, pois se realmente soubessem ler cumpririam ao menos com o que diz o Artigo 6º da Constituição.

"São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição".

Um comentário:

Anônimo disse...

Thiago,
Nessa coisa de eleição, sou totalmente contrário que pessoas sem instrução universitária ou com reconhecido valor cultural possam sair candidatos a qualquer cargo eletivo. Pessoas assim são facilmente conduzidas pelos mais inteligentes e acabam assinando petições, emendas, projetos sem saber de que se trata. Tiririca será um fantoche, como já foram Éder Jofre, Zé Maria, Agnaldo Timóteo e tantos outros aproveitadores da fama.
Sou forçado a concordar com Rita Lee que disse que todos os políticos deviam ser obrigados a participar de um Big Brother.
Abraços

Ivan