sexta-feira, 5 de novembro de 2010

A Casa Branca e suas guerras não conseguem minar o terrorismo

Governo do Estados Unidos não consegue controlar o crescimento Talibã no Afeganistão e, também, em solo paquistanês

Um homem bomba se explodiu hoje, 05/11/2010, no Paquistão, mais precisamente em uma mesquita, e cerca de 50 pessoas morreram e inúmeras outras ficaram feridas.

De acordo com o site do jornal Al-jazeera, com sede no Qatar, o homem que detonou o explosivo tinha cerca de 17 anos e a mesquita era frequantada pela parcela da população em que o Talibã não tem apoio.

Apoiado pelos Estados Unidos, o governo paquistanês detêm a bomba nuclear e serve de auxílio para que alimentos, combustíveis e diversos tipos de apoio cheguem ao Afeganistão para dar suporte às tropas estadunidenses.

Sabe-se que a guerra contra os afegãos era justamente para minar as forças e coibir o crescimento do Talibã na região. Pelo visto não é o que acontece, pois de acordo com notícias recentes eles controlam boa parte do Afeganistão e regiões fronteiriças no Pasquistão.

O governo estadunidense fornece suporte ao Pasquistão para frear o movimento Talibã em seu território, mas essa operação segue sem sucesso. No Afeganistão eles crescem a cada dia e já se cogita um acordo com o governo para melhorar as condições do país.

Para uma guerra que já matou inúmeros cívis e soldados na busca de Osama bin Laden e o fim do Talibã na região parece que os Estados Unidos não adotaram uma tática eficiente. ao invés de paz o que  pode ocorrer será uma repetição do Vietnã.

Nenhum comentário: