quinta-feira, 23 de junho de 2011

Caso Palocci já foi esquecido pela mídia brasileira

O escândalo durou enquanto ele estava no governo

Por Thiago Marcondes

A mídia brasileira, no último mês, fez um cobertura abragente e em todo momento enfatizou o provável enriquecimento ilícito do Antônio Palocci.

À princípio podia-se pensar que o intuito seria mostrar à sociedade a forma como o político se aproveitou de seu cargo para conseguir dinheiro. Porém, agora constata-se claramente que foi pura manobra política com a intenção de fragilizar o governo de Dilma.

O papel midiático, durante a cobertura, em partes foi relevante para a sociedade e mais uma vez desmascarou Antônio Palocci, que já havia tido problemas durante o período em que Lula esteve no governo. Somente deixou à desejar quando transformou a situação em um caso político, pois ao invés de dar continuidade abandonou o tema e deixou seus leitores, telespectadores e ouvintes sem mais notícias sobre o fato.

O tempo passou, ele foi demitido do cargo, muito se falou sobre o desgaste de Dilma com o P.M.D.B. e agora o que temos nos jornais são notícias de que o governo cederá cargos pleiteados pelo partido aliado já que não ofereceu o cargo de Palocci para eles.

A situação, que no momento do escândalo a mídia e a oposição tornaram assunto político e que Palocci, o P.T. e os aliados à todo custo tentaram vincular o problema como algo pessoal do ex-ministro, depois de sua demissã foi esquecida e quase ninguém tem notícias de como será seu desfecho.

Espera-se que os meios-de-comunicação não esqueçam do tema, pois se à partir de suas coberturas ficou explícito que o enriquecimento de Palocci foi através de contatos de quando estava na equipe de transição do governo, agora eles devem dar sequência e mostrar para a sociedade se ele será julgado e cobrado por suas ações. Caso contrário, será somente mais um escândalo que irá para o esquecimento do brasileiro.

Thiago Marcondes é Jornalista

Nenhum comentário: