segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Cayo Largo, um paraíso no Caribe

A ilha é pequena e repleta de belezas naturais

Por Thiago Marcondes

Cayo Largo Del Sur fica em Cuba e é conhecida somente como Cayo Largo. Há hotéis do tipo resort que recebem turistas do mundo todo. Cercada pelo pelo mar do Caribe a ilha tem uma estrutura estupenda para as pessoas desfrutarem das mais bonitas e encantadoras paisagens. Chegar até o local não é simples e os viajantes não devem ter medo de aeroportos e aviões pequenos.

Os vôos são domésticos e somente as companhias cubanas fazem os trajetos partindo de Havana e Varadero, cidade litorânea. A ilha está a cerca de 30 ou 40 minutos de avião dessas cidades e os vôos da capital saem do aeroporto Playa Baracoa, muito pequeno e parecido com uma casa. Existem vôos do Canadá direto para a ilha e o fluxo de turistas desse país é extremamente intenso.

Avião de transporte de passageiros da Aerocaribbean - Foto: Thiago Marcondes

As balanças para pesar as malas de viagem não são automáticas e praticamente todo o processo de check in dos passageiros é realizado com papel e caneta. Existem computadores, porém são utilizados apenas para confirmação de vôos e emissão de passagens.

Existem duas companhias aéreas cubanas que voam de Havana e Varadero para a ilha e são Aerogaviota e Aerocaribben. As aeronaves são russas e têm capacidade para no máximo 45 pessoas contando a tripulação. O serviço de bordo é bem simples e em alguns casos servem somente um café em copo pequeno, de plástico, e uma bala.

As pessoas com medo de voar pode ficar nervosas ao olharem os aviões na pista do aeroporto, mas não há muito o que fazer. Depois de compradas as passagens não têm motivos para desistir. As companhias, em geral, reformam as aeronaves para receber turistas e colocam janelas em praticamente todos os assentos. Porém nem todas estão reformadas e alguma aparentam ser aviões de carga.

Avião de trasporte de passageiros da Aerogaviota - Foto: Thiago Marcondes

O serviço de bordo também faz parte da aventura e os comissários tratam os passageiros de um modo informal. Essa foi a sensação ao voar pela Aerogaviota, pois um integrante da tripulação utilizou o chapéu de um passageiro enquanto servia balas para simular que pedia uma gorjeta. É divertido, mas nada convencional.

Vôo de Havana para Cayo Largo com a Aerogaviota - Foto: Thiago Marcondes

Ao chegar no aeroporto da ilha, que é internacional e recebe vôos do Canadá, tem show de músicas típicas para receber os turistas. O traslado pode ser feito em vans, pequenos ônibus ou, na mais inusitada das situações, um veículo que em outras cidades seria usado para fazer citytour, pois não tem teto.

Traslado do aeroporto de Cayo Largo para o hotel - Foto: Thiago Marcondes

Em Cayo Largo os resorts são no regime all incluse. Ou seja, café da manhã, almoço, jantar, bebidas e aperitivos (podem ser lanches, pizzas etc) durante todo o dia e parte da noite. As praias são esplêndidas com água azul e às vezes verde.

Os resorts oferecem muitas atividades para os hóspedes como futebol, vôlei, música e dança e outras atividades físicas. Muitas pessoas do Canadá, França e Itália se hospedam no hotéis e ficam por mais de uma semana por conta da tranquilidade do local. Para os turistas que desejam conhecer outras partes existem passeios de mergulho e podem, também, alugar motos para passear pela ilha, que não é grande.

Cayo Largo é magnífica e estupenda, porém não é Cuba de verdade. Não há moradores na ilha e todos os cubanos estão ali para trabalhar. Eles trabalham vinte dias por mês e voltam para suas casa nos outros dez. O local recebe turistas somente seis meses por anos e a temporada geralmente começa em novembro e termina em abril. Os salários variam entre US$ 30 e US$ 35 por mês e as gorjetas deixadas pelos hóspedes são divididas entre os funcionários para aumentar a renda.


Cayo Largo - Foto: Thiago Marcondes

Conhecer um paraíso caribenho como Cayo Largo é realmente maravilhoso e algo único, mas todos devem ter ciência que as diferenças entre a ilha e as cidades cubanas são imensas por conta das luxuosidades, mordomias e abundância dos itens e serviços disponibilizados aos turistas.

O lugar é realmente para aproveitar, descansar e esquecer da vida, mas se há desejo de conhecer um pouco da cultura e tradição dos cubanos para saber como vivem o ideal é passar um tempo em Havana, andar de ônibus, caminhar pelas praças e conversar com as pessoas.

Leia o artigo "Havana: uma cidade encantadora" para saber um pouco sobre a capital.

Um comentário:

Tecnologia e Informação disse...

Ótimo texto, muito interessante a questão cultural muitas pessoas acabam ignorando mais e muito bom conhecer e conviver a cultura local.
O fato de os computadores serem utilizados apenas para confirmações de vôos me surpreendeu.