quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Eleições, eleições e eleições...

Será que algo vai mudar com os novos eleitos em 2011?

Estamos a apenas 03 dias das eleiçoes e o último debate para presidente acontece nesse exato momento. Como ficou claro no úlitmo texto do blog, eu não assisto aos debates pelo fato de não existir programas de governo.

Acompanho minimante, em tempo real, via twitter, algumas situações ocorridas no debate e cada vez mais fica claro que os candidatos não conseguem falar do futuro.

Nos últimos dias vimos o S.T.F. (Supremo Tribunal Federal) não finalizar a votação da lei "Ficha Limpa" e, também, não exsite uma decisão sobre quantos documentos (R.G e/ou Título de Eleitor) utilizar para votar.

Está claro que há jogo partidário, de todos os lados, para que as votações não sigam adiante. Os petistas não querem que a população utilize 02 documentos para votar porque há a possibilidade de perderem votos nos locais mais carentes, onde o povo mal tem 01 documento.

Os tucanos querem que a lei seja cumprida porque a eleição poderá não se decidir no primeiro turno (à favor de Dilma) e, corretamente, porque a aprovação de se utilizar o título de eleitor e o R.G. foi aprovada no congresso por todos os partidos.

A Folha de São Paulo, que apoia o Serra mas não deixa isso explícito, tentou à todo custo obter dados do processo de Dilma da época da ditadura. Concordo que a população necessita de informação, mas porque a solicitação às vésperas da eleição? Isso é tão sujo quanto a quebra de sigilo.

A lei do "Ficha Limpa" é mais simples de explicar, pois todos os partidos têm algum candidato com processo nas costas e por isso não foi votada.

Enfim, o jogo partidário está em todos os lugares e, ao meu ver, o que mais interessa é estar no poder custe o que custar. O povo, que deveria ser o mais beneficiado, fica à esmo no pleito.

Um comentário:

Thiago Marcondes disse...

Foi decidido que o eleitor poderá utilizar somente um documento com foto para votar. Escrevo para atualizar o texto.