quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Chade: Mais um caso de corrupção

Comandado com mão de ferro por Idryss Deby desde 1990, o país africano ainda sofre com corrupção e falta de estrutura social

Localizado no centro-norte da África, o Chade é mais um país africano que foi colonizado pelos franceses e que desde a década de 60 se tornou independente para seguir seu rumo.

Depois de ter se tornado uma nação livre, a era de democracia que todos esperaram por vir durou pouco tempo. A nação mergulhou em uma onda de golpes contra o governo e em uma guerra civil que dura até os dias atuais. Porém em menor escala.

No passado as empresas não investiam no país, grande de fonte de petróleo na região, porque sua economia era instável devido o problema com a guerra. Atualmente empresas chinesas jogam grandes quantidades de dinheiro no país para explorar o recurso natural.

O Chade, como o vizinho Sudão que também tem muito petróleo, guerra civil e um presidente considerado ditador, poderia ter um padrão de vida elevado se os lucros dos recursos naturais fossem investidos na sociedade.

Assim como a maioria das nações africanas que conquistaram a independência de seus colonizadores, o Chade se tornou objeto de corrupção na mão dos políticos que a qualquer custam queriam (e com certeza a oposição - se é que existe - ainda quer) chegar ao poder para ganharem muito dinheiro com isso.

A elite local não se importa em andar com carros caros e ter boas casas enquanto grande parte da população não tem acesso a saúde, moradia e saneamento básico. Mesmo que isso continue a gerar violência no país.

Apesar de tudo isso o governo do Chade diz que a vida das pessoas melhorou. Basta ver pelos números, pois os homens têm expectativa de vida de 52 anos contra 47 anteriormente. Já as mulheres passaram de 49 para 55.

Que avanço!!!

Nenhum comentário: