terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Então é Natal...

Época para celebrar, comer e comprar

Por Thiago Marcondes

Todos os anos, ao chegar dezembro, começa uma grande correria das pessoas para realizar as famosas compras natalinas, onde gastam o 13º salário em roupas, presentes e coisas que nem precisavam comprar.

As propagandas nas televisões são chamativas e fazem dos produtos um sonho de consumo, algo que cada um deve ter e carregar em sua vida. Um sinônimo de poder e status. Ou como diria o Rei do Camarote: "Essas coisas agregam em tudo na sua vida, com os seus amigos. Agrega em tudo!!!".

O Natal, conforme se percebe nas redes sociais (entende-se por FACEBOOK), virou algo totalmente mercadológico e as pessoas não lembram que a data serve para celebrar o nascimento de Cristo.

Como disse o jornalista Leonardo Sakamoto nobre o Natal: "...data em que celebramos o nascimento do Papai Noel e do crediário em 12 vezes sem juros...". Vamos comprar, comprar e comprar.

Os shoppings e as lojas contratam pessoas para trabalharam como papai noel para alimentar os sonhos da criançada, onde o bom velhinho sempre aparece com os presentes na noite de Natal. Mas isso somente acontece com os bonzinhos. Quem for MAL não ganha nada.

Ao seguir esta lógico penso que ser pobre é algo MAL, pois nem sempre as famílias têm dinheiro para comprar presentes aos filhos. Ou se compra comida para a ceia (quando sobra do salário após pagar o aluguel, água, luz etc) ou não tem nada.

Enfim, vamos na hipocrisia de desejar um Feliz Natal à todos e blá, blá, blá.

Thiago Marcondes é jornalista, pós-graduando em Gestão de Projetos e não acredita em Papai Noel

Nenhum comentário: