segunda-feira, 27 de maio de 2013

Sem medo de falar

Hugo Chávez deixou a imagem de um político que ama seu povo acima de tudo
 
Por Thiago Marcondes
 
Há pouco mais de dois meses um grande líder latino perdeu a vida por conta de um câncer e os grandes meios de comunicação brasileiro apostavam, de acordo com analistas, que seu vice-presidente provavelmente não venceria as eleições.
 
Hugo Chavéz partiu, mas deixou um legado importantíssimo para as nações do sul e seus líderes. Demonstrou e provou que não há necessidade de abaixar a cabeça e acatar tudo que for dito (entende-se por imposto) pelo governo estadunidense e sua política.
 
As eleições que colocaram Maduro no poder, foram limpas e respaldadas por órgãos internacionais. A oposição disse que não reconheceria a derrota e o governo dos Estados Unidos da América demorarem para reconhecer o no presidente venezuelano, mas o fizeram à tempo de não cometer uma "gafe" política.
 
A mídia, grande opositora do Chavismo, tentou à todo custo desmoralizar o governo e lançou notícias como falta de alimento nos mercados e locais de votação abertos além do horário estabelecido, mas não adiantou em nada e a vontade do povo foi respeitada, assim como a soberania do novo governo.
 
Acredito que a democracia e as conversas são a base para o desenvolvimento de uma nação, mas às vezes Hugo Chávez realizava alguns discursos mais ríspidos e atingia diretamente aqueles iam contra seu governo e sua nação.
 
Não creio que isso seja uma solução, mas o vídeo "Los Yankes de mierda!" mostra a coragem de um político em enfrentar de frente uma grande potência que faz (sempre fez e ainda fará) de tudo para desestabilizar países por conta de interesses financeiros e políticos.
 
Thiago Marcondes é pós-graduando em Gestão de Projetos

Nenhum comentário: